É tempo de “subir a régua”, de qualificar nossa espiritualidade

É tempo de fortalecer nossa espiritualidade, de voltar ao deserto, à fonte da nossa espiritualidade que é o próprio Cristo.

É tempo de purificar nossa fé e deixar de lado tantos penduricalhos como correntes e cadeados, entre tantos outros.

É tempo de dar atenção ao que é essencial, e não cair na onda espiritualista/comercial, onde pessoas “criam/inventam” devoções, que vêm logo acompanhadas de objetos para serem vendidos e comprados.

É tempo de colocarmos fundamentos mais sólidos à nossa espiritualidade, inspirados no Senhor, que passou 40 dias no deserto em oração, jejum e penitência. E, assim, termos serenidade, coragem e força para viver o dia, enfrentar desafios e tentações, fazer o bem e cumprir a missão.

É tempo de qualificar nossa espiritualidade, de aprender com o mestre Jesus, que subiu a montanha e passou a noite inteira em oração (Lucas 6,12).

É tempo de prostrar-se diante de Deus como Salomão (2 Crônicas 6,13), como Elias (1Reis 18,42), como Santo Estevão (Atos 7,40), como Jesus (Lucas 22,41, Mateus 26,29).

É tempo de “subir a régua” de nossa espiritualidade. “Tu, quando orares, entra no teu quarto, fecha a porta e ora ao Pai. E teu Pai, que vê o que está em segredo, te recompensará.”(Mateus 6,6).

Tenho a convicção de que o católico, o cristão, que não se prostra diante do Senhor, que não reza pelo menos uma hora por dia, não consegue permanecer de pé diante dos muitos desafios e possibilidades destes tempos duros, deste “novo normal” que estamos vivendo.

E lanço um desafio: começa a fazer a experiência de acordar mais cedo; sai da cama ou desçe da rede e te coloca de joelhos, te prostra diante do Senhor, e reza pelo menos uma hora por dia.

Para os padres, religiosos e religiosas a régua é mais alta, o desafio é de duas horas de oração pessoal por dia. E para mim que sou bispo é ainda mais.

Sim, é tempo de “subir a régua”, de purificar e qualificar nossa espiritualidade.
É tempo de voltar ao deserto.

Por Dom Vilsom Basso, scj
Bispo de Imperatriz

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter

Veja Também

Avaliação e planejamento foram as palavras chave da última reunião do CONSER de 2022

Entre os dias 26 e 30 de setembro, a diocese de Brejo recebeu os bispos do Maranhão para a segunda…
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter

Avaliação e planejamento foram as palavras chave da última reunião do CONSER de 2022

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter

Romaria da Juventude reúne mais de 20 mil pessoas em Carolina – MA

Com o tema: “Juventudes: Nosso grito é por trabalho e vida”, e o lema “Tende em vós mesmos sentimentos que…
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter

Romaria da Juventude reúne mais de 20 mil pessoas em Carolina – MA

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter

Diocese de Imperatriz dispensa o uso de máscaras em celebrações e atividades pastorais

o bispo diocesano de Imperatriz, Dom Vilsom Basso, emitiu um comunicado sobre o protocolo sanitário diocesano em relação a pandemia…
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter

Diocese de Imperatriz dispensa o uso de máscaras em celebrações e atividades pastorais

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter

receba nossas atualizações!

Atendimento de segunda a sexta
  08h às 12h e 14h às 18h
   [email protected]
   Av. Dorgival Pinheiro de Sousa, 396
Centro – Imperatriz – Maranhão
CEP: 65903-270 | Caixa Postal: 122

Siga-nos

   (99) 3524-8665
   (99) 3524-8652

© Copyright Diocese de Imperatriz – MA. Feito com por

© Copyright Diocese de Imperatriz – MA.
Feito com por